Browsing Tag

Editora Galera Record

Livros

Cidade do Fogo Celestial

August 28, 2014
Cidade do Fogo CelestialCassandra ClareOs Instrumentos MortaisGalera Record532 páginas

ERCHOMAI, Sebastian disse. Estou chegando. Escuridão retorna ao mundo dos Caçadores de Sombras. Enquanto seu povo se estilhaça, Clary, Jace, Simon e seus amigos devem se unir para lutar com o pior Nephilim que eles já encararam: o próprio irmão de Clary. Ninguém no mundo pode detê-lo — deve a jornada deles para outro mundo ser a resposta? Vidas serão perdidas, amor será sacrificado, e o mundo mudará no sexto e último capítulo da saga Os Instrumentos Mortais.

Eu li esse livro no final do mês passado, mas como resenhar um dos livros da sua escritora de literatura fantástica preferida? Passei muito tempo pensando em alguns pontos e no que eles tinham causado a mim. Conversei até com uma minha grande companheira dessa saga, Aninha, e finalmente sentei, depois de muito tempo, pra resenhá-lo. Vou tentar não soltar spoilers e nessa resenha, vou falar mais do geral da saga. Então vamos lá!

Bom, quem ler a saga e pelo menos leu já o 4º livro, Cidade dos Anjos Caídos, sabe que nesse livro surge um novo vilão – Sebastian que é o melhor vilão da Cassandra até agora. Devido o seu caráter de não se preocupar com as consequências de suas ações e sim dos resultados que eles irão trazer. O importante, para ele, é alcançar o seu objetivo. Não importando o que seja preciso para isso. E o seu lado psicopata e mau, dado ao sangue demoníaco nele. Então, Clary, Jace, Simon, Isabelle, Alex terão que enfrenta-lo e tentar se salvar e solucionar tudo de uma maneira satisfatória. E nesse volume é o desfecho disso tudo, iniciado no 4º, e de toda a Saga.

O livro é o mais grosso dos 6 volumes, mas isso, ao contrario do que se esperava, não teve aquela enrolação para que você lesse e lesse para chegar no final ou em uma parte boa. Pelo contrario, Cassandra foi desenvolvendo algumas relações entre os personagens, no caso Alex com Clary; Simon e Isabelle, e os tornando mais maduros e sérios.

Cassandra, também, trouxe alguns personagens novos a essa trama como forma do leitor já ir conhecendo e pegando uma familiarizada para quando ela lançar sua nova saga – sim, vem mais uma saga sobre esse universo dos Caçadores de Sombra – você já saber do início de tudo. E trouxe personagens da sua outra saga, já concluída também, para fechar tudo de forma melhor ainda e com mais sentimentos. O que nesse livro tem por demais!

Sua escrita teve uma evolução e ficou ainda melhor. Ela conseguiu tornar um livro grosso que tinha tudo para ter partes bestas e desnecessárias em algo que você só quer ler e ler. Sabendo, sempre, que ele pode mudar tudo em algum momento e te deixar desconsolado. Ela vai arrancar seu coração e te deixar lá sofrendo. Você sorrir em partes e em outras chora, mas tudo de uma forma equilibrada, eu penso.

O final vai trazer muitos sentimentos de despedidas; relações um pouco desconhecidas, mas mesmo quem não leu As Peças Infernais, pega uma ligação ou outra dos personagens; coragem; sacrifício, dentre outras como acontece em novelas. Um final que encerra mais uma saga de maneira satisfatória e com gosto de ler algo mais da autora ou até mesmo recomeçar a saga com o gosto de esquecer todo o drama e seus desfechos.

Mal posso esperar para ler algo novo e me envolver com os personagens como eu me envolvi nesse livro. Eu não recomendo a leitura, mas sim digo que é uma obrigação se você gosta de fantasia e ainda não leu os livros da Cassandra. Uma ideia que surgiu em uma visita com uma amiga a um estúdio de tatuagem no qual ela ficou pensando se existisse um tipo diferente de humano que dependendo do tipo de tatuagem que ele usasse, ela desse um tipo de poder a ele. E foi assim que ela criou esse universo. Então, corre para ler e se apaixonar, também, pela Cassie e sua escrita.

Livros

Cidade das Almas Perdidas

January 28, 2014
Cidade das Almas PerdidasCassandra ClareOs Instrumentos Mortais – Vol.5Editora Galera Record434 páginas

Quando Jace e Clary voltam a se encontrar, Clary fica horrorizada ao descobrir que a magia do demônio Lilith ligou Jace ao perverso Sebastian, e que Jace tornou-se um servo do mal. A Clave decide destruir Sebastian, mas não há nenhuma maneira de matar um sem destruir o outro. Mas Clary e seus amigos irão tentar mesmo assim. Ela está disposta a fazer qualquer coisa para salvar Jace, mas ela pode ainda confiar nele? Ou ele está realmente perdido?

Quem acompanha minhas resenhas, principalmente ano passado, viu que estou adorando a Cassandra Clare e suas sagas, Instrumentos Mortais e Peças Infernais (depois vem resenha dela). Simplesmente a cada leitura e parte tensa, emocionante, quero dar uma abraço super apertado em Cassandra por sua escrita ser atrativa e com muitas reviravoltas.

Nos livros anteriores, fomos vendo as descobertas de Clary sobre si mesmo e suas origens. E que o seu pai – Valentim – queria trazer uma nova ordem e classe de Caçadores da Sombra. Mas agora Sebastian vem com uma reformulação desse plano.

Ele deseja trazer uma nova classe de Caçadores da Sombra só que de uma maneira mais maléfica. E para se assegurar de que tudo irá dar certo, ele contará com a ajudar de Jace, através de um pacto, onde se um morrer o outro também morre. Se um se machucar o outro também se machucará.

Em meio a isso tudo, Clary tentará salvá-lo, unindo-se a eles nesse plano. E ela contará com a ajuda de seus amigos, Simon, Isabelle, Alec, Magnus, Maia e Jordan, intitulados como Equipe do Bem, para encontrar uma maneira de quebrar esse pacto e por fim a esse plano. Mas qualquer falha, poderá significar a vida de Clary ou até mesmo a alma de Jace.

No entanto, como a Rainha das Fadas avisa: “… quando algo precioso se perde, ao voltarmos a encontrá-lo, pode não ser mais o mesmo.” E temos que saber que não devemos confiar de todos, porque o que vemos pode não ser o que eles são realmente. Nem todos são amigos.

Esse livro foi o que mais me deixou com o coração na mão. Por ser um livro onde tudo pode acontecer e se acontecer, é o fim do mundo, realmente. Há sentimentos sendo revelados. Emoções sendo transmitidas, onde não tem como você não se preocupar com alguns personagens.

Um ponto muito bom desses livros é a narração paralela, onde não centramos apenas um personagem e podemos ver o ponto de vista dos outros, além de suas emoções, história e problemas. E a cada termino delas, Cassandra sabe parar no momento certo para te deixar aflito e querer saber mais. E você não pode sossegar nem no último capítulo, porque no epílogo sempre trará algo que te deixará desejando pelo próximo.



Daí você já sabem que eu já quero ler Cidade do Fogo Celestial. Que promete trazer mais emoções!

Livros

Cidade dos Anjos Caídos

May 18, 2013
Cidade dos Anjos Caídos (vol. 4)Cassandra ClareOs Instrumentos MortaisEditora Galera Record

A guerra acabou e Caçadores de Sombras e integrantes do submundo parecem estar em paz. Clary está de volta a Nova York, treinando para usar seus poderes. Tudo parece bem, mas alguém está assassinando Caçadores e reacendendo as tensões entre os dois grupos, o que pode gerar uma segunda guerra sangrenta. Quando Jace começa a se afastar sem nenhuma explicação, Clary começa a desvendar um mistério que se tornará seu pior pesadelo.

Da série de resenhas/post que já eram pra ter ido ao ar, mas a correria do dia-a-dia só deixou ir agora. Confesso que fiquei com um pé atrás em começar esse livro pelo fato de que ele poderia não ser tão bom, já que no 3º livro, a história tinha terminado de uma maneira muito boa e satisfatória. Explicando melhor para quem não leu ou sabe sobre os livros. No 1º se inicia uma aventura que tem seu clímax resolvido, no entanto ela ainda se desenrola no 2º e 3º, esse que ter o desfecho total.

E nesse 4º livro temos uma nova aventura começando, com vilões e perigos novos ou quase. E que isso acaba passando a impressão de ser outro livro com personagens semelhantes, no entanto reflexos dos três primeiros livros ainda farão parte da narrativa desse.

Notei também que esse livro teve um personagem centra, Simon. Sim nos anteriores ficava claro que o central da história era Clary, mas nesse temos a impressão que o foco é mais no Simon e ele narra mais a história. Além de que outros personagens, como Jace, Alex, Magnus e Isabelle, conta sua parte da história.

Clary agora já sabe de tudo da sua história e já não se senti mais tão fora desse mundo. Está treinando mais e aprendendo tudo o que já, teoricamente falando para a sua idade, deveria saber. Jace tem uns pesadelos que o fazem refletir sobre algumas ações e sobre o seu romance com Clary, mesmo sabendo que a ama de verdade, fica em duvida sobre ficarem juntos.

Simon está em adaptação à vida nova e se senti muito imaturo sobre as questões relacionadas à sua espécie. Mas ao mesmo tempo percebe que é um vampiro muito poderoso e que isso trará perigos.

Cassandra vai criando todo um caminho que leva aos pouco ao grande clímax da narrativa. E uma evolução é perceptiva ao longo dos capítulos. E surpreendendo ainda mais. Sei que parece até clichê falar, já que ando declarando amores pelos autores dos livros que ainda lendo, mas Cassandra é sim, um ótima autora e sabe como parar e terminar cada volume deixando duvidas na cabeça do leitor sem falar na vontade de ler o próximo e saber de tudo.

Livros

Cidade de Vidro

February 22, 2013
A Cidade de VidroCidade de VidroOs Instrumentos Mortais – vol. 3Galera Record

Clary está à procura de uma poção para salvar a vida de sua mãe. Para isso, ela deve viajar até a Cidade de Vidro, lar ancestral dos Caçadores de Sombras, criando um portal sozinha. Só mais uma prova de que seus poderes estão mais sofisticados a cada dia. Para Clary, o perigo que isso representa é tão ou menos assustador quanto o fato de que Jace não a quer por perto. Mas nem o fora de Jace nem estar quebrando as regras irão afastá-la de seu objetivo: encontrar Ragnor Fell, o feiticeiro que pode ajudá-la a curar a mãe.

Após os acontecimentos recentes, Alicante está mais perto de ser atacada por Valentin. E Clary tem que encontrar um antidoto para salvar sua mãe, mas para acha-lo terá que ir para a Cidade de Vidro, atrás de Randon Fell, o feiticeiro que ensinou a sua mãe como ficar no em transe e o único que sabe como desfazê-lo. Porém essa viagem revelará mais coisas que Clary e os outros imaginavam e o mal pode ter uma chance de ser vencido. Ela também se sentirá atraída não só por Jace, seu irmão, mas pelo misterioso Sebastian.

Nesse terceiro livro, teremos algumas questões e a verdade, digamos assim, revelada. Como está até na própria sinopse, Clary agora tem conhecimento de um pouco do seu poder, mesmo sem saber o porquê de conseguir fazer o que faz, e pode ajudar a sua mãe e a Clave contra Valentim. Além dela e Jace descobrirem algumas coisas dos seus passados, como tudo aconteceu, antes dos seus nascimentos e depois.

É incrível como esse livro, o melhor a autora, tem o poder de te fazer acreditar em algumas coisas e depois, desfazer tudo, o melhor, dar aquela reviravolta nos fatos/ acontecimentos, tão simples que você só fica com mais vontade de ler os próximos volumes. É isso mesmo, não se pode acreditar em tudo, porque a autora pode está só te enganando e guardando uma surpresa para depois.

A leitura é bem suave e nada chata, já que o enredo carrega vários suspenses e ações. Algumas vezes, me lembrava das batalhas que existiam em Harry Potter. E tudo aquilo de correr contra o tempo para salvas pessoas de um vilão que fica mais forte, além do mais de não acreditar muito em todo mundo. Gostei muito do final, mas acredito que algo de novo esteja por vim já que tenho minhas duvidas quando a alguns fatos. Aprendi a ficar bem em duvida com essa coleção.