Browsing Category

Filmes

Filmes, Livros

As Vantagens de Ser Invisível

January 5, 2013
As vantagens de ser invisívelStephen ChboskyEditora Rocco

Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, o livro reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe – a não ser pelo que ele conta ao amigo nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.

As dificuldades do ambiente escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, os dramas familiares, as festas alucinantes e a eterna vontade de se sentir “infinito” ao lado dos amigos são temas que enchem de alegria e angústia a cabeça do protagonista em fase de amadurecimento. Stephen Chbosky capta com emoção esse vaivém dos sentidos e dos sentimentos e constrói uma narrativa vigorosa costurada pelas cartas de Charlie endereçadas a um amigo que não se sabe se real ou imaginário.

Íntimas, hilariantes, às vezes devastadoras, as cartas mostram um jovem em confronto com a sua própria história presente e futura, ora como um personagem invisível à espreita por trás das cortinas, ora como o protagonista que tem que assumir seu papel no palco da vida. Um jovem que não se sabe quem é ou onde mora. Mas que poderia ser qualquer um, em qualquer lugar do mundo.

A história toda é contada por Charlie em forma de cartas, mas que não revela para quem é. Ele dividi as suas experiências e vivencias com o esse amigo oculto, como se fosse uma espécie de diário. Mas deixando claro que mudou o nome das pessoas para que não seja descoberto e nem que esse jugue à ele e aos seus amigos.

O livro trata de assuntos do universo da adolescência, tais como, drogas, sexualidade, primeiro beijo e outros assuntos polêmicos, como homossexualidade, violência, abuso. Assuntos esses que fazem parte não só da vida de adolescentes/ jovens, mas como de adultos.

E Charlie é aquele garoto tímido, muito inteligente, mas puramente inocente e sem conhecimento de algumas coisas do mundo. E que vai ao longo da história fazendo amigos que ele levará para toda vida, depois de um conselho no qual ele deveria “participar mais”.

E para mim isso foi uma coisa em comum e em algumas coisas me identifiquei com o personagem, como a inocência para as coisas do mundo e para as pessoas. Porque foi mais ou menos nesse período que fui amadurecendo e me “participando” mais da vida. Sim, ainda sou tímido, mas percebo que poderia ser mais se não tivesse encontrado os meus “Sams e Patricks” e que provavelmente nem teria criado o blog e começado a fazer outras coisas, como fotografar e mexer com webdesign.

A leitura é muito gostosa e que se você gostar de ler mesmo vai ler em um dia tranquilo. O livro é dividido em 4 partes com um diagramação simples, mas bem feita. E você vai gostar bastante de Charlie, porque ele é bem carinhoso na escrita das cartas.

O filme, também, é bom e traz a trilha sonora que os personagens principais escutam e comentam no livro. Tem Beatles (Blackbirds), U2, The Smiths entre outros que vocês podem ouvir no post da Biih.

Só notei algumas mudanças, mas já que compreensíveis. E o filme tem mais foco na amizade dos três, deixando outros personagens menos em evidencia coisa que no livro não acontece. Mas recomendo ler o livro e depois assistir o filme, ambos são muito bons.

E uma frase que não sai da minha cabeça, além do titulo é claro, é “Eu me sinto infinito”. Vocês vai se encantar o Charlie, mesmo.

Filmes, Livros

Resenha: Branca de Neve e o Caçador

July 11, 2012
Branca de Neve e o CaçadorLily Blake; Evan Daugherty; John Lee Hancock; Hossein AminiEditora Novo Conceito

Há dez anos, a vingativa Rainha Ravenna assassinou o rei na mesma noite em que se casara com ele. No entanto, dominar o reino tornou-se um sofrimento para a Rainha.
Para salvar seus poderes, ela deve devorar um coração puro, e Branca de Neve é a única pessoa com esse coração.
A fim de capturá-la, Ravenna recorre ao Caçador, o único homem que já se aventurou pela Floresta Sombria e sobreviveu. Branca de Neve será morta pelo Caçador? Ou será treinada por ele e se tornará a melhor guerreira que o reino já conheceu?

Fiquei super empolgado para ler esse livro quando soube do lançamento dele e acabei vendo o filme primeiro do que lendo, mas mesmo assim não deixei de gostar de ambos, tanto que vou resenhar logo os dois nesse mesmo post.

Para quem não sabe, o livro foi inspirado no filme, então era esperado que algumas coisas que estão no filme não apareceriam no livro. Como também toda a intensidade das cenas (partes) de luta e da bruxa. A história é a que todos já sabemos, só que com alguns pontos novos, pelo menos não me lembrava que a bruxa teria um passado que a levaria a querer destruir o rei, pai de Branca de Neve. E outra coisa também que não vi e até dar para se entender, já que o livro e o filme não são exatamente só para as crianças, é aquela velha parte do “felizes para sempre”, que em ambos não aconteceu como costuma narra a história infantil.

No filme, adorei toda a parte dos efeitos, na maior parte só para as cenas da bruxa, que ficaram muitoo bem feitos mesmo. As partes de luta estão muito melhores no filme, até porque acho que não é o perfil do desse livro ser tão descritivo com relação a isso. Nele a história anda um pouco mais rápida do que no filme.

Já o livro, gostei, apesar de como já disse ele não é muito detalhista, ficar vendo e entendendo algumas coisas de um ponto de vista diferente, como por exemplos no final, a bruxa acaba compreendendo os motivos que levaram Branca a lutar pelo reino e assim “vingar” a morte do pai. Outra coisa que me encantou muito foi a diagramação, muitoo bem feita, já tinha lido livros com uma parecida mais, a desse está linda começando pela capa. ^^

Enfim, recomendo ambos para se ler e assistir, pois eles podem ter suas diferenças, mas isso não atrapalha tanto nessa nova história da Branca de Neve.

Filmes, Livros

Jogos Vorazes

March 29, 2012
Jogos VorazesSuzanne CollinsTrilogia Jogos VorazesEditora Rocco

Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

Katniss é do distrito 12 e para salvar sua irmã que foi escolhida logo na sua primeira colheita, ela se oferece como tributo para participar dos Jogos Vorazes, na Capital. Ela acha que não durará muito tempo, mas sabe que é muito boa em caçar, já que teve que fazer isso depois da morte do pai. E ainda mais precisa vencer por sua irmã. Peeta, filho do padeiro, é o tributo masculino escolhido. Então, logo depois do sorteio são levado para a Capital, onde ocorrerá os Jogos.

Depois deles chegarem lá, começam a serem preparados para as apresentações e treinamentos. Dão entrevista para que o publico vá escolhendo e conhecendo os participantes para fazer apostas. Haymitch, mentor deles e ganhador de uma edição passada, logo no começo não parece se importar nem um pouco com eles, o que causa aquele NOJINHO, mas depois acaba bolando uma estratégia que pode fazer com que eles ganhem mais patrocinadores, o que só ajudará mais na frente. Ele diz para que os dois passem que são um casal e que se amam, mas para quem já leu sabe muito bem que Katniss gosta, não explicitamente dele Gale e ele vice e versa. Mas tudo bem, assumem o papel pensando as coisas que podem ganhar e fazem com que permaneçam mais tempo nos Jogos.

Quando são mandados para a Arena, onde todo o jogo acontece não tem como não se entregar a competição, e só uma coisa a se fazer, PERMANECER VIVOS. Então pessoas começam a morrer e a cada noite são divulgados as listas dos mortos. Mas katniss sabe como sobreviver em uma floresta e tenta de tudo para continuar viva. O resto só lendo né! (hahsas’) ^^

O filme, eu diria, que é uns 85% fiel ao filme, já que tem coisas que não aparecem no livro, já que ele é narrado em primeira pessoa por Katniss, então conversas do Prefeito e dos organizador dos Jogos, nem são mencionadas. Tudo aceitável! O final, muda um pouco do filme por livro, e eu gostei mais o do livro, apesar da adrenalina está em ambos, mas é porque tem umas partes omissas. 😉

As cenas estão muitoo bem feitas, com efeitos que tiram o folego e que acabaram me surpreendendo mais, como o desfile na caruagem, que a roupas deles não imaginava muito bem e achava que ela só um foguinho, mas eles fizeram como se fosse uma capa de fogo. Muito MASSA!

A trilha sonora também está muitoo legal, mas particularmente não prestei muita atenção nela no filme, já que a cada instante tinha um coisa acontecendo. Depois separo uma playlist. Então, super indico o filme e os livros né! Esperamos ansiosamente pela continuação. (yn)

Trailer aqui!

Filmes

Amanhecer – parte I

November 21, 2011

Amanhecer parte I estreou nessa sexta-feira (18/11) e já rendeu o natal de muitos que estão envolvidos na produção né! (hashas) Mas o post não é para se falar sobre a conta bancaria do diretor e nem do elenco, e sim uma sinopse do filme.

Conferir o filme e achei que algumas partes estavam melhores no filme do que no livro e o contrario também. Acho que quem curte bastante a história fica na adrenalina em algumas cenas e principalmente na ultima. Apesar de eu ter achado que o filme passou muito rápido, as duas primeiras partes do livro em uma única parte do filme. Espero que melhore na parte 2 né!

Primeiro, o casamento, para quem ainda não sabe disso, sim eles se casam tá. Enquanto lia o livro ficavam imaginando como seria retratado isso realmente, sabe a decoração toda era muito linda, luzes por todos os lugares, então isso não me decepcionou. A decoração tava linda.

A lua de mel, essa é uma parte bem engraçada do filme. Principalmente depois da primeira vez deles né! Bella tentando seduzir Edward com aquele jeito desajeitado dela. Os lobos, gostei muito dos efeitos que eles deram para a parte em que Jacob sai da matilha do Sam. E é claro dos outros efeitos de quando eles se transformam e etc. E claro, não tem como não sentir um pouquinho de raiva da Leah, o garotinha mais despeitada viu. (hashas’)

Os demais Cullens, meu personagem preferido dos Cullens é a Alice, sim gostei dela deste o primeiro filme. Um doce de pessoa ou seria de vampiro! (hashas’) Rosalie, nesse filme está mais pacata com Bella e até a ajuda com toda a gravidez. Os demais membros, acho que estavam como sempre foram.

A gravidez e nascimento da Renesmee, é uma parte que deixa você com pena da Bella, mas acho que depois de passar 3 filmes usando duas pessoas (Edward e Jacob) é uma coisa merecida. Ela está muito mau com toda gravidez e o seu corpo todo enfraquecendo e os ossos se quebrando. O nome do bebê é outra parte engraçada, quando Bella fala que se for menina, vai se chamar Renesmee para o Jacob e ela fica com aquela cara de ‘serio o nome é esse!’ (¬¬) e Edward simplesmente para agradar sua amada diz que é linda. Renesmee nasce e com isso outras duas parte de adrenalina pura. Mas não vou falar para não estragar.

Ultima parte, é uma parte que você senti que vai acabar no momento mais desejado, fora o casamento, a lua de mel e o nascimento da Renesmee. Você já fica querendo ver a parte II, mas que só sairá em novembro de 2012. O efeito que eles usaram só me fez lembrar das aulas de restauração de foto que tive. E acho sim, que essa nova Bella, agora vampira, será menos chata do que a versão humana. (yn)

Gostei do filme e não tá me decepcionando muito da história do livro, como disse tem partes que ficaram melhor no filme do que no livro. Outra coisa que gostei bastante foi as músicas. A trilha sonora tava incrível, como músicas bem escolhidas para cada tipo de cena. Se preparem que os Volturis estão vindo ai!

Trailer do filme: