Monthly Archives

January 2015

Fotografia

52 weeks project: 1 to 4

January 30, 2015

Lembram quando falei no primeiro post do 6 on 6 que queria, nesse ano, praticar mais fotografia e fazer projetos novos? Pois, bem esse não é, exatamente, um projeto novo que participo, mas um que fará com que eu ponha em ação minha resolução sobre praticar mais fotografia, melhorar minha visão fotográfica e relaxar (minha válvula de escape que citei).

Eu fiz esse mesmo projeto e consegui concluir em 2013 (todas as fotos estão nesse álbum do meu Flickr). Foi o meu primeiro ano fotografando e aprendendo mais sobre. E quando completei as 52 semanas, tinha conseguido explorar e aprendido muito do que eu sabia no começo. Pude ver, ao longo das semanas, minha evolução. Claro que tinha semanas que eu não tinha noção do que fazer quando pegava a câmera, mas estava lá tentando algo.

Eu cheguei a fazer um post falando sobre ele e outro, 365 days – esse não concluir e acho até complicado, para mim, fazê-lo, pois tirar fotos todos os dias, como é a proposta do projeto, me cansa muito.

No entanto, não fiz posts com atualizações como pretendi fazer. E esse ano, eu irei, sim, mostrar mensalmente como está indo. O que me deixará mais comprometido e empenhado em fazer algo diferente para mostrar para vocês. E nesse primeiro post, vou mostrar as primeiras semanas com fotos que tem me agradado muito e me deixado animado.


1/52 – Como resolução, vou parar pra aproveitar mais os dias, relaxar e não me estressar mais por besteira ou com os prazos de entregas de projetos da faculdade.


2/52 – Estava passando pela varanda quando vejo esse casal de pássaros (nem sei se é, realmente, um casal. Rsrs) e fiquei com vontade de fotografá-los. Eles deixaram numa boa, até cansarem e voarem. =}


3/52 – Uma coisa que sei de mim na fotografia, é que tenho umas ideias malucas às vezes. E essa foto é uma delas. Deu vontade de testar algo novo e peguei minha 50mm para fazer. Gostei do resultado, mas é algo perigoso de se fazer, pois a lente estava exposta a poeira estando assim, aberta. Se tiverem juízo, não façam! Rsrs


4/52 – Uma foto um pouco comum, mas é para a parte de aparecer mais nas fotos, mesmo que seja só em partes.

Então, foi isso por enquanto. Próximo mês voltou com mais algumas fotos do projeto. E para acompanhar antes, basta ver as fotos que postarei algo longo das semanas no meu Flickr e algumas vou postar, também, no meu Instagram.

Meme

Tag: Know your Blogger

January 24, 2015

A Angélica, do By angel, me indicou ano passado para responder essa tag (outra que já respondi aqui) e no começo do ano, a Gabi, do Fluffy, me indicou também. Essa tag chamada “Know Your Blogger”, na forma original, mas também conhecida por aqui por “Conhecendo o(a) blogueiro(a)” consiste em indicar 11 bloggers para responderem 11 fatos sobre eles, bem como responder perguntas de quem indicou e também perguntar para os que irá indicar. Demorei só um pouquinho (ou um poucão! rsrs) pra pensar e responder tudo. Então, vamos lá?!

11 FATOS SOBRE MIM

#1 Tenho uma lista de séries pra por em dias e quando coloco algumas, começo a ver novas que logo depois estarão atrasadas. #2 Também tenho muitos livros pra ler. Livros que comprei há 2 anos e ainda não li. Parei de comprar? Não, sempre compro e sempre tenho pelo menos uns 15 novos na lista pra comprar! #3 Penso muito antes de fazer ou tomar alguma decisão, mas muito mesmo. E em algumas vezes me arrependo muito de ter feito aquilo. #4 Demorei muito para decidir que curso faria, quando terminei o ensino médio, fiquei em duvida em 2: Design Gráfico e Arquitetura. Hoje faço Arquitetura, mas acho que era para está no Design Gráfico. #5 Só perfeccionista, quero que tudo esteja alinhamento. #6 Sou muito autocrítico, por isso, sempre acho que o que faço poderia ficar melhor. #7 Não gosto muito de falar, logo também não gosto de atender telefone. #8 Não gosto de falar em público e nem de apresentações. Mas no meu curso sempre tenho que defender projetos pra sala toda e na hora esqueço os pontos que tenho de falar (não sei o que será do meu TFG). #9 Sou muito ansioso. #10 Não esculto música alta e nem gosto de barulho. #11 Amo fotografar, mas não gosto de ser fotografado. E na maioria das vezes que faço auto retrato, não mostro o rosto completo.

11 PERGUNTAS DA ANGÉLICA

1. Se fosse fazer uma viagem sem volta, para aonde iria?
Londres, com certeza!

2. Se sua vida virasse um filme, qual atriz ou ator gostaria que fizesse o seu papel?
Tom Riley. Gosto da atuação dele em Da Vinci’s Demons.

3. Um lugar inesquecível!
Nenhum que me lembre até agora.

4. Você ganhou um único pedido, qual seria?
Um mundo menos cruel, onde exista paz e medo da criminalidade que está muito grande nos últimos tempos.

5. Se sua casa começasse a pegar fogo, o que você tentaria salvar?
Só um item?! Bem, acho que a minha câmera e as lentes. Mas em um dos 6 on 6 mostrandei o que salvaria se minha casa pegasse fogo, olha aqui.

6. Uma mania sua que poucos saibam.
Eu quando estou projetando, não gosto de trabalhar com medidas e números quebrados. Por exemplo, se em uma projeto de escada o valor do espelho der 17,38 cm, eu refaço todos os cálculos até encontrar uma medida bonita que se ver e trabalhar. Mas isso é em quase tudo. Gosto de trabalhar com números certos e medidas agradáveis e tenho mania também, acho que conectado com essa anterior, de alinhar tudo. Pra mim, tudo tem que está em uma posição certinha.

7. Você ganhou a oportunidade de rever uma pessoa que já faleceu. Quem seria?
Uhmm, não sei. Acho que no momento não tem ninguém.

8. Um acontecimento que marcou a sua vida.
Marcar, marcar mesmo, acho que nenhum por enquanto.

9. Cabelos castanhos, loiros ou ruivos?
O ruivos são encantadores.

10. Um momento especial e sua trilha sonora.
De novo, acho que não tem nenhum.

11. Um dos 7 pecados capitais que você comete sem culpa nenhuma.
Gula e preguiça! rsrs

11 PERGUNTAS DA GABI

1. Todas as crianças querem ser alguma coisa quando crescerem. O que você queria ser?
Médico. Mas depois passei a pensar em ser Dentista e hoje faço Arquitetura. Então, não rolou né! rsrs

2. Você consegue elencar um livro preferido? Aquele que te fez arrancar suspiros e perder horas de sono.
Acho que o ultimo da saga “Os Instrumentos Mortais” da Cassandra Clare – Cidade do Fogo Celestial (resenha aqui)

3. Qual é a sua rede social preferida?
Instagram! (Dar uma olhadinha ) =}

4. Acho que todos pagam micos de vez em quando. Qual foi aquele que fez você querer se enfiar num buraco?
Não lembro algum tão vergonhoso assim, mas tem o mais recente, eu acho, foi derramar meu smoothie assim que sair do balcão de atendimento no shopping. Eu apenas sair sem olhar para ninguém e fui tomar o resto longe.

5. Se você tivesse que sair do país amanhã, para onde iria?
Londres.

6. Qual é o seu horário preferido e mais inspirador (do dia ou da noite) para escrever?
Acho que o finalzinho da tarde e a noite, principalmente de madrugada quando tudo está calmo.

7. Qual é a sua comida preferida? Aquela pela qual você esquece qualquer dieta.
Dieta, eu?! (rsrs) Acho que empada ou/e torta de frango. =P

8. Se você pudesse trocar de vida com um artista por um dia, quem você escolheria?
O Ben McKenzie, porque queria participar de uma gravação de Gotham onde o Ben faz o Jim Gordon e gosto da coragem e bravura do personagem na série.

9. Você prefere inverno ou verão?
Eu preferia verão, porque não gosto de sair com chuva (já que o inverno aqui não neva, né!). Mas como o calor está horrível, estou preferindo o inverno. Então, Inverno!

10. Qual é o personagem fictício de um livro, filme ou série que você mais gosta?
Sherlock Holmes, acho ele muito inteligente.

11. Qual é a maior realização da sua vida?
Que aconteceu? Acho que quando comprei minha câmera profissional. E no caso de algo não material, acho que quando me formar e puder unir a fotografia com a arquitetura. Sem que a profissão (arquiteto, no caso) atrapalhe ou me faça deixar de fotografar. Ou quem sabe procurar algo que una a fotografia, ando pensando muito sobre a escolha que fiz de faculdade.

INDICAÇÃO

Não vou indicar ninguém, porque acho que todos que conheço já fizeram. Então, vou deixar em aberto. Você que leu e ainda não tiver feito, sinta-se “tagueado”. =} Basta segui o mesmo esquema, falar 11 fatos sobre você, responder as 11 perguntas abaixo e fazer 11 novas perguntas para quem você indicar. E não esquece de me avisar que respondeu. Quero conferir o seu.

#1 Sua série preferida do momento. #2 Na sua infância, do que você senti saudades? #3 Um lugar pra conhecer. #4 Qual o último livros que você leu? #5 Um filme que te marcou. #6 Compartilha com a gente, qual sua banda ou seu cantor recém descoberto? #7 Qual livro você não recomenta a leitura? #8 Qual super-herói você gostaria de ser? #9 Café ou chá? #10 Se fosse fazer uma tatuagem, o que séria e onde? #11 Deixe uma mensagem final.

Bom, foi isso. Obrigado se você leu tudo e não desistiu de ler! =D

Livros

Resenha: Maze Runner, Correr ou Morrer

January 10, 2015
Correr ou Morrer (Vol.1)James DashnerMaze RunnerEditora Vergara & Riba426 páginas

Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, a única coisa que Thomas consegue lembrar é de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho. Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam à Clareira, um espaço aberto cercado por muros gigantescos. Assim como Thomas, nenhum deles sabe como foi parar ali, nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a cada trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador. Thomas será mais importante do que imagina, mas para isso terá de descobrir os sombrios segredos guardados em sua mente e correr, correr muito.

A estória toda passa em um espaço aberto cercado por muros altos, chamado de Clareira, onde algumas dezenas de garotos que foram mandados para lá. Eles não possuem memórias da sua vida antes de ir parar ali. Sabem, somente, o próprio nome. Porque foram mandados para lá ou como sair, ninguém sabe. Apenas que precisam sobreviver e encontrar uma saída, através de um labirinto. E todo mês, um garoto novo é mandado para lá por um elevador, chamado de Caixa.

O local todo funciona como uma comunidade. Onde os garotos são separados em setores, digamos assim. Tem os que são responsáveis pelos animais, os pela comida, os pela manutenção, etc. Cada um com seu cargo. Entre eles, está um dos mais importantes e perigosos. O dos Corredores. Que são responsáveis por correr durante o dia todo o labirinto a fim de achar uma saída. Mas ao anoitecer, devem sair antes das portas fecharem, pois nesse labirinto existem criaturas perigosas, chamadas de Verdugos.

E tudo fluía perfeitamente até a chegada de Thomas. Um garoto bastante curioso que percebe uma familiaridade com o local. O que o faz questiona sobre tudo, como por exemplo, “Porque eles estão ali?”, “Quem os mandou?”. E isso tudo o deixa muito intrigado em obter respostas.

No entanto, em apenas um dia da sua chegada, a caixa traz uma garota em coma com uma mensagem escrita em um bilhete, “Ela é a última”. O que deixa não só Thomas mais curioso, pois ele senti que a conhece, como espanta os demais que estavam acostumado a ter um novo por mês e apenas garotos. O que será que essa mudança trará para eles?

O livro todo trará vários mistérios que te atraíra por resolvê-los. E no final, o que não faz sentido acabará se relacionando com outros e você vai começando a descobrir todo o grande mistério. Eu gosto muito de livros que te intrigam a descobrir enigmas, ficar atendo a detalhes.

E isso foi um dos pontos que me fez ler muito rápido. Além da escrita do James Dashner ser bem fluida. Em alguns capítulos, ele encerra como as séries de TV fazem, com aquele suspense no ar que te faz ficar mais um pouco lendo. Eu comecei a leitura, meio neutro e sem muitas expectativas, pois tinha ouvido e lido alguns pontos que para mim poderiam não ser tão atrativos, mas pelo contrario foi uma das melhores distopias que li.

O único ponto que me fez não dar 5 estrelas foi o fato das expressões serem um pouco confusas e te irritam no começo, pois você acha que uma significa aquilo e aparece outra com o mesmo significa. Achei que, nesse ponto, James poderia ter melhorado um pouco.

Essa minha edição traz uma jacket (luva) com o poster do filme que a princípio eu não iria comprar, porque não gosto muito das edições com capa do filme (vai que o filme não é tão bom assim!), mas vi que era um jacket e a edição do livro mesmo é bem trabalhada, com verniz no nome “Maze Runner” e bem diagramada por dentro. Fora do cheiro que é ótimo! (rsrs)

O filme traz algumas mudanças, mas que eu não achei de modo incoerente com o livro. Elas não deixam de passar as mesmas emoções que você senti ao ler. E eu já estou bem acostumado a não esperar que o filme traga tudo certinho como o livro, até porque são meio de comunicação diferentes. No elenco traz atores muito bons, como Dylan O’BrienStiles de Teen Wolf (que fez uma atuação muito bem feita nessa terceira temporada) e a Kaya ScodelarioEffy de Skins.

Fotografia

6 on 6: Resoluções

January 6, 2015

Antes de tudo, Feliz 2015!
Ano novo, pensamentos novos. Acho que é assim para quase todo mundo. Eu não costumo anotar minhas resoluções, só penso e tento fazer ao longo do ano. Às vezes dar certo outras não. E assim vai indo. Mas esse ano, estou determinado a fazer diferente.

Decidi que vou procurar cumpri algumas que já venho pensando há muito tempo e nunca faço. Dentre algumas coisas que estou pensando para esse ano, estão essas que usei para fazer as fotos do projeto e aproveitei para compartilhar com vocês e deixar registrado aqui.






01. Praticar mais fotografia. Apesar de está sempre fotografando, sinto a necessidade te melhorar e praticar técnicas novas (acho que estou me repetindo nos ângulos e no olhar);
02. Melhorar o blog. Notei que por muitas vezes, acabo deixando o blog um pouco de lado e isso vai, também, me desaminando em postar ou fazer algo por aqui. Não vou culpa a falta de tempo, completamente, pois tenho umas pausas e tempos livres durante o semestre da faculdade que poderia está produzindo ou pensando em algo pra cá. Então, peguei a série de post da Loma e estudei tudo e estou me organizando para quando as aulas voltarem, eu dar conta de tudo, está presente aqui e poder projetar/estudar;
03. Ler mais! Quando fui fazer as contas dos livros lidos, me surpreendi ao ver que não tinha lido tanto assim. Foi um pouco melhor que 2013, mas já tive anos mais produtivos.
04. Novas maneiras de ler. Resolvi que umas das formas de me ajudar na leitura seria comprar um e-reader. A escolha foi o Kindle (chegou ontem e já estou adorando). Assim, posso reversar e até optar por carregá-lo, ao invés do livro físico, quando for necessário;
05. Relaxar mais! Em consequência do meu curso e da correria nos projetos, eu acabo ficando exalto mentalmente e estressado com os prazos curtos e a quantidade de coisas para fazer. Chega! Esse ano, tenho que tirar tempos para não fazer nada. Fiz isso no segundo semestre de 2014, depois de passar mal duas vezes no primeiro, e deu certo. Vou continuar;
06. Executar novos projetos. Estou com uma vontade de tentar algo novo, quem sabe um projeto fotográfico novo. Algo que sirva de válvula de escape. Comecei um e depois venho falar melhor dele por aqui. E quero fazer algum com meus bonecos colecionáveis e meu boneco articulado (vou começar pensando em um nome! Sem ideias, por enquanto.).

Então é isso, pessoal. Espero conseguir cumprir com tudo que está aqui. E vocês, planejaram alguma resolução para esse ano de 2015? Compartilha aqui nos comentários! E não esquece de ir ver o que as meninas fizeram esse mês pro projeto.

AninhaAngelicaHelenaKarolRenatinha